quarta-feira, 16 de março de 2011

Resumo do livro Diário do Vampiro - O Despertar.


       Elena chegou de uma viajem na frança depois que seus pais morreram. O estado tinha sofrido um tornado e sua cidade tinha marcas da guerra civil. Ela morava em Virginia, suas melhores amigas eram: Meredith e Bonnie (Meredith: morena e Bonnie: tinha cabelo ruivo crespo). Bonnie dava uma de paranormal. E também tinha Caroline que ultimamente não fazia mais parte da turma de “admiradores” de Elena, ela agora tinha uma inveja mortal de Elena e com certeza ela ia fazer de tudo para ver Elena destrona. Elena nunca teve problemas com garotos até agora, quando seu charme aparente mente não funcionou com Stefan. Realmente ela quase teve uma crise de histérica, mas passou a usar seus contatos na escola para observar o garoto. Só o que a deixara relaxada era confiar seus pensamentos/segredos em seu diário. Enfim de tanto queimar os miolos ela teve uma brilhante idéia, fazer seu ex- namorado Matt de “pombo-correio”, levar recadinho ao seu pretendente. Como: coincidências, situações, etc. Enquanto isso Stefan jurava que Elena era Katherine. Ele evitava ao máximo que podia, mas de vez enquanto ele não resistia, tinha que olhar. O pescoço magro e fraco dela. Ele estava com sede, fome especifica que não queria ceder. Mas com uma determinação esplendida ela o teria por bem ou por mal. Stefan determinação ruminava coisas do passado, pouco antes de se tornar vampiro e enfrentar a sede constante. Lembrava-se de uma das ultimas discussões com seu pai Giusepe Salvatore e seu irmão Damon, quando a porta virou-se e Stefan ficou deslumbrado com Katherine que tinha os olhos de lápis-lazúli igual aos de Elena, que tinha chegado à Itália. Stefan ficou sem fala olhando para Katherine. Mas depois parecia que tinha levado um soco no estomago, quando ela compartilhou um sorriso secreto com Damon ao invés de Stefan. Aí começou a rixa dos irmãos Salvatore. Stefan se libertou das lembranças e perguntou por que estava recordando-se daquilo.   
      Elena foi falar com Matt para esclarecer as “coisas”. Matt era um típico americano com cabelo louro curto e olhos azuis. Elena foi para escola colher informação sobre Stefan. Ela tinha um plano para o dia, Bonnie já tinha informações especificas assim que Stefan aparecesse. Mas ele foi bloqueado na porta por Dick e Tyler e Matt entrou junto com Stefan, Elena teve que esperar. Matt convidou Stefan para o teste de futebol. No final da aula Elena foi falar o discurso que tinha preparado a aula toda para falar com Stefan, mas de repente Stefan aceitou o convite de Matt. Elena foi para casa tão rapidamente que ficou feliz de estar sozinha num lugar onde podia chorar. Sem tia Judith e Margareth casa, ela lembrava-se dos pais no hall. Pensamentos variados enfim chegou a Matt e depois a Stefan, quando o nó na garganta explodiu em lágrimas de raiva, frustração...  E voltou a pensar fixamente em Stefan. Elena saiu correndo antes que tia Judith e Margareth a vissem e foi ver seus pais no cemitério. Depois de as duas melhores amigas procurarem ela no cemitério. Logo estavam falando de Stefan e da aula de história. O professor passou um seminário e Bonnie era a primeira que se apresentaria e começou a falar sobre os tais druidas, que ela era descendente e as simpatias que sua avó fazia. De como ela iria morrer linda e jovem em um caixão. Elena começou a puxar assunto ainda na lapide de seus pais. Bonnie ainda continuava a conversar sobre sua avó, druidas e suas simpatias e coisas paranormais. Elena falou que ia fazer o seminário sobre a renascença italiana depois voltou a falar para Stefan, mas no futuro ia dar o troco nele (bom, pelo menos era isso que pensara). O plano era dar um gelo. E as três juraram com sangue. Elena jurou não descansar até conquistá-lo. Tinha escurecido no cemitério e esfriado, saindo de lá uma voz saiu pela boca de Bonnie e saiu todos saíram correndo e gritando. Elas tinham um pressentimento de que alguma coisa a seguia. Passaram pela ponte e foram direto para casa. Stefan chegou à pensão, exaurido por ter se alimentado demais ele tinha ido atrás de Elena para impedi-la de se ferir. Havia alguma coisa escura voando para o bosque, mas nem mesmo os sentidos noturnos de Stefan conseguiam saber o que era.   
    Stefan voltou ao cemitério vazio, no chão havia uma fita de seda que levantou entre os dedos e cheirou era o cheiro do cabelo de Elena. Stefan ficou pensando no certo e no errado. Pensou no cheiro que ela tinha e a via com os caninos no pescoço dela. Stefan obrigou-se a sair do transe. Stefan tinha sido aceito no time pensou ele olhando para Matt, que enganara no teste, e na menina em comum que estava em seus pensamentos. Não conseguia se lembrar exatamente da noite anterior, sua memória só ia até Elena no cemitério com suas amigas correndo e depois sentiu o dor se sangue humano, o vinho proibido, estava cansado de reprimir-se. Ele tinha chegado exausto a pensão, se alimentara demasiadamente estava tonto, embora de noite não dormisse não via, mas nada. Fragmentos de lembranças aleatórias vagavam sua mente. Katherine linda na noite, perto da fonte, o luar cintilando...  Lembrando-se de quando ele ganhara o anel lápis-lazúli, de quando katherine foi transformada. Eram vislumbres do passado que não tinham ligação: o rosto do irmão retorcido de fúria, os olhos azuis de Katherine, a sensação de uma espada em suas mãos, o rosto de Damon, mas agora rindo, o limoeiro... Enfim acordou e se sentou.
     “Elena levantou de madrugada e começou a escrever sobre seus nervos, seu plano B – fase um, e sobre Stefan. O plano começara naquela manhã, espalhando boatos, funcionaram perfeitamente todos na escola acreditaram. Mary irmã de Bonnie disse que um sem teto foi atacado debaixo da ponte do cemitério. Elena estava de volta ao seu diário se desculpando com ele e contando sobre o episodio da ponte Wickery, o andamento do plano B, onde Caroline tinha se metido e sobre Stefan (seu amor platônico, sua obsessão diária). Escrevera em seu diário que cada vez ficava pior, que tia Judith estava preocupada com seu apetite, não tinha mais atenção nas aulas, nem festa de hallowen, só nele. Ela nunca o vira no refeitório. Bonnie e Meredith não tinham umas idéias muito práticas para o plano B”.
Então Elena teve uma idéia repentina, pedira a Matt uma ajuda com Stefan. Matt hesitou, mas concordou, ele só tinha que convencer Stefan a ir ao baile. Meredith e Elena se arrumaram e desceram as escadas como faziam em todo baile, só que sem Caroline que sempre estava com elas. Elena não sabia com quem Caroline iria. Ed Goff e Matt as levaram ao baile de reencontro.
    O Sr. Tanner passou por Elena, Bonnie já estava dançando brilhante sobre as luzes. Mas ela estava procurando Stefan e foi em direção a ele, o cumprimentou, convidou para dançar. Ela notou que estava com medo, mas continuou parada, um instinto gritava um alerta de “perigo”, dizia para fugir. Mas ela não se mexeu. Ficaram se olhando hipnotizado um para o outro. Depois veio Caroline que era a acompanhante de Stefan. Elena matou o mistério de onde Caroline ficava na hora do almoço nos últimos tempos. Ela foi direto para o toalete e suas amigas a seguiram lá deram umas palavras de apoio de saíram, quando Elena saiu do toalete estava com mais ânimo do que nunca. Dançou de tudo, riu alto demais, foi coroada a rainha do baile, lhe deram flores. Deu mole para Tyler que estava mais perto. Matt olhava de lado a acompanhante de Tyler estava quase em prantos. Elena sentia cheiro de álcool e menta e a cara de Tyler estava vermelha. Os amigos dele estavam ao redor dela, ela nunca ficara com aquele grupo antes. Tyler teve uma “idéia” de ir para um lugar, mas “divertido”. Eles foram para o estacionamento, Matt chamou por Elena tentando impedi-la, mas ela disse para Tyler dirigir. Logo Bonnie chamou Meredith que puxou Matt e Ed atrás. Discutiram quem iria atrás de Elena, Bonnie recordada do pacto e perguntou-a se sabia onde ela poderia ter ido. Matt e Meredith foram procurá-la enquanto Stefan os seguia sem que eles percebessem. Tyler parou o carro na igreja com os faróis acesos, subiram o caminho de lajes e Vickie deu gritinho. A lua estava imensa. Elena pegou o isqueiro de Tyler para iluminar a sepultura na igreja que era diferente de todos os túmulos. Eram o túmulo de Thomas Keeping Fell e Honória Fell, os supostos fundadores da cidade. Elena e os outros tentaram mover a tampa do túmulo, mas não se mexeu, foi então que Elena se encostou à tampa e ouviu um ranger equilibrou e o isqueiro caiu, Tyler a pegou já fora da igreja e foi conferir a história ele não viu nada de mais. Elena viu Dick e Vickie se “curtindo” e falou que queria volta ao baile. Deixaram casalzinho dentro das ruínas da igreja e saíram lá fora Tyler levou Elena lapide horrorosa de sua avó e agarrou-a mesmo ela insistindo em voltar para o baile. Tyler agarrou Elena mais fortemente, agora restritivo e irritante.
    Ele rasgou parte do vestido, ela mordeu a mão dele, sentiu gosto de sangue quando seus dentes cravaram a palma da mão e ouviu o grito de agonia de Tyler. Ameaçou a bater em Elena enquanto Stefan relutava, mas ele precisava. Foi lá pegou Tyler e o atirou na lapide do avô. Ela rolou ofegante, segurando o vestido rasgado, a outra mão procurando uma arma. Mas não foi necessário, quando ela viu quem tirou Tyler dela. Era Stefan Salvatore. Um Stefan que ela nunca viu: o rosto delicado estava branco e frio de fúria, seus olhos verdes brilhavam letalmente. Ela sentia medo de Stefan, que deu uma dura em Tyler, e ensinou como tratar uma garota. Um Tyler todo molengo foi acomodado na lapide. Stefan pegou quem levaria para casa, já que era muito perigosa aquela área do cemitério. Stefan levou-a até a pensão guiou até o seu quarto onde se ouvia som exterior. Elena passou de entorpecida a irritada pelo silêncio e autocontrole de Stefan. Estava furiosa com o gelo dele e começou a mexer na cômoda, só para irritá-lo. Perguntava o que era cada coisa até chegar num cofre, ele avançou como um felino para o objeto, nesse momento ela teve um chilique porque tudo que ela pensava dava errado. Depois de o chilique estar quase acabando Elena tinha imprensado Stefan de perguntas, ele começou a responder por que ele a esnobava e a resposta foi estranha. Disse que parecia com alguém que conhecera. Falou como e onde aconteceu o incidente com katherine com amargura. Bonnie e Matt chegaram ao cemitério e encontrou Vickie Bennet e Meredith trouxe-a no carro. Vickie estava alucinando dizendo para saírem porque estava vindo, Matt tentou perguntar onde estava Elena, mas ela falava que “ele” apareceu como uma nevoa cercando tudo e a levaram para o hospital. Stefan e Elena beijaram-se e tudo se desfez todas as dúvidas respondidas. Com ele Elena sentia-se em casa, eles ficaram se olhando e depois desceram as escadas da pensão. Ela não a menor noção das horas, quando se aproximou de casa viu luzes acesas. Ao entrar tia Judith deu um grito em sua direção e começou a tagarelar. Elena apresentou Stefan para os outros que estavam na sala e tia Judith contou que Vickie foi atacada no cemitério, com muitos arranhões e a língua mordida.
    Stefan ouvindo os sintomas estranhos que Vickie apresentava ficou rígido e depois se despediu de Elena. Stefan sabia que ela era a reencarnação de Katherine, assim pensava ele ao amanhecer voltando para a pensão. Ele observou todas as semelhanças entre Katherine e Elena como: cabelo, linhas do rosto, cílios, olhos, corpo. Katherine era meiga e Elena nesse aspecto era uma predadora uma tigresa. Ele não queria lembrar, mas as lembranças já estavam ali. Katherine rodopiando com seu vestido novo e ele estava triste pensava que iria perdê-la para Damon e no tempo que ela passava com ele. E no porque que ela defendia ele do pai dele. Quando contara seu segredo a Damon também. Os irmãos começaram a discutir Katherine ficou aflita e fez a proposta de transformá-los. No sábado iria pensar e no domingo ao crepúsculo falaria. Stefan se recuperando das lembranças, voltou ao cemitério, lembrava-se que disse a Damon que abriria por Katherine. De repente ele de Elena. Ela levantou alegremente contou para as amigas como conseguiu o “Salvatore” e passaram na casa de Vickie Bennet. A menina ficou doida quando viu Elena dizia que ela era do mal, se debatia gritando “não, não!”. As três saíram da casa de Vickie e foram para a pensão ver Stefan. Eles tiveram um “D.R”, depois ele se afastou, ela não aguentou a curiosidade de saber o que tinha no cofre, era a fita que ela usara no segundo dia de aula.
“Elena começou a escrever em seu diário em plena aula de trigonometria, escreveu sobre a noite do baile, sobre Tyler, Dick e sobre o que acontecera com Vickie. Passou o tema para Stefan agora que finalmente conseguiu-o. uma pausa porque foi pega e levaram parte do que escrevera sobre a professora ficou constrangida e parou. Almoçamos juntos e passei para o assunto Caroline, ela vivia em cima dele na sala de fotografia quando não apareceu foi procurar e encontrou-o com Elena, deu meia volta e saiu verde de raiva. Uma pausa por causa do Sr. Tanner. Deixei tantas coisas para fazer a casa mal-assombrada”. Elena e as amigas estavam no ginásio decidindo como montaria a casa-assombrada. Meredith e Bonnie saíram do ginásio para ver o que aconteceu com o gerador de emergência e Elena ficou. Ela sentiu que alguém estava observando-a e depois se moveu nas sombras em sua direção. Elena passou do medo a raiva ao ver o risinho irritante do cara. Estava hipnotizada por ele, ela não se lembrava de nada, esquecera até de Stefan. Ela estava saindo do ginásio quando olhou para a trás e não viu nada. Damon se fora. Ela cambaleou até uma fila de armários e a luz voltou.
     Meredith e Bonnie encontraram Elena no corredor as duas tinham ido falar com o zelador que estava dormindo por sinal. No fim de semana Elena trabalhou no projeto halloween e não tinha tempo para Stefan. Na sexta-feira, Elena e Meredith foram para casa de Bonnie que esperava com um pequinês irritante chamado Yangtze. As três viram um corvo e caíram na gargalhada. Logo estavam conversando sobre a o halloween e suas fantasias e passaram para o assunto Stefan, ela recitou um trecho do seu diário: “que sentia uma horrível tristeza da parte dele, estava infeliz com algo, achava que não tinha, mas esperanças para eles. Ela tinha abraçado-o encontrou um anel num cordão por baixo da camisa e perguntou se era presente. Ele se retesou. Elena sentiu a magoa e a dor nos olhos, como um segredo que não pudesse confiar a ninguém”. Bonnie a convidou para um ritual de sua avó explicou como funcionava e Elena aceitou. Antes da meia-noite estava tudo preparado, era só puxar a cadeira dizer “entre” a meia-noite. As velas apagaram-se ela ficou surpresa com o que viu “Damon”, sua voz era hipnotizante e a deixou fraca. Elena recuperou-se e pediu para Damon sair, ele fingiu que não ouviu e depois foi embora. Algum tempo depois ouviu as vozes de Meredith e Bonnie no fundo do quintal, era o pequinês que estava morto. Quando votou a sala seu diário não estava, mas.
Stefan se lembrava da noite em que foi transformado estava dormindo sozinho, quando katherine se aproximou e era véspera do dia marcado. Chegou o dia de halloween, Elena vestia um vestia azul-gelo da renascença italiana. Stefan esperara por ela na porta. Ela só pensava em diário roubado, iria matar o infeliz. Chegando lá um dos zumbis virou para ela quando entrou, um corcunda mancou em sua direção junto com um cadáver. No outro lado veio um lobisomem ensanguentado e uma bruxa dramática. Meredith falou que tinha um problema com, o sacrifício, Sr. Tanner não queria colaborar. Stefan interveio no caso, ele começou a conversar com Tanner. Elena o deixou e foi falar com Matt, Caroline se meteu e logo se calou. Estava tudo pronto luzes apagadas e gemidos no ar. Stefan foi até a porta de entrada onde estava Elena, e disse que tinha convencido o Sr. Tanner. Depois ela o enviou para o vestiário. Bonnie estava conduzindo um turma a sala dos druidas e viu o Sr. Tanner esticado com olhos fixos no teto. Um garoto se aproximou de onde era para o sacrifício levantar e dar um susto em todos. Mas isso não aconteceu, e ele continuava a olhar para o teto. Então Bonnie foi ver se o Sr. Tanner estava bem.  
    O menino que tinha se aproximado ergueu a mão suja de sangue. Bonnie sacudiu o sr. Tanner olhou o pescoço dele começou a gritar. Meredith seguara os ombros de Bonnie que continuara a se esguelar que o professor estava morto. Elena solicitou que acendecem as luzes pediu que conseguisse um celular para chamar a polícia e uma ambulância. Tyler contradizia Elena, dizendo que fechassem as portas ao invés de evacuar a cena do crime. Ele aponta apontava provas contra Stefan, dizendo que tinha um historico de violência, psicopata. Tyler Smallwood jogou todos contra Elena e Stefan, até Matt estava contra os dois. Ele continuara a acusar Stefan dos ataques que sucedeam logo após sua chegada a cidade. Tyler dominava a multidão que gritava “onde está Stefan?” Elena sendo pressionada por Tyler e por todos. Querendo encontra-lo, olhou para Matt com um olhar de súplica, pedindo para procura por ele. Matt o encontrou, atorduado, avisou que todos estavam caçando-o. Ele pediu a Matt que cuidasse de Elena. Matt assentiu para Elena dizendo que ele estava bem. Ela saiu de fininho do lado de Matt e foi direto para pensão. Chegando lá foi direto para o quarto dele bateu na porta três vezes a portase abriu, ela chamou e nada ouviu. O quarto dele parecia um lixão, tudo espalhado no chão. Depois o alçapão no teto aberto e subiu, Elena ficou assustada com o que vira, a contradição no rosto de Stefan entre o suave e a cólera implacavel. Ela só conseguia grita “ah, meu Deus, não!” e recuava em falso quando ele tentava se aproximar. Elena encostou-se na grade enferujada e sentiu ceder. Então ela caíra continuamente mas Stefan pegou-a antes dela sentir o chão, de repente ela ficou imovél. Stefan levou-a para o quarto novamente se sentiu envergonhado pela bagunça. Ela pediu que contasse o que era, o que fazia, o ódio do seu irmão por ele e chegou a katherine. Stefan mostrou o anel dela que carregara ele, falou que ela o tinha transformado ele e seu irmão. Ele ele lembrava-se dela e daquela noite em que ela o tinha procurado, estava em pleno júbilo até ver seu irmão, Damon, no jardim. Katherine estava atrasada, apareceu ao crepúsculo e falou que iria ficar com os dois. Olhava para os dois prontos para enfrentar-se até a morte. Damon jurou que iria te-la. Stefan olhou para Elena e parou a história justo quando ela ficou curiosa. Ela tanto inssistiu que Stefan contou como que ela morreu no dia seguinte e Damon e ele se mataram a espadas.
   Stefan tinha tremores de horror e pânico pelo corpo enquanto contava a Elena. Começou a chama-lo estava esmagando-o seus dedos. Ele estava apovorada com a lembraça da morte de katherine. Elena tentara tira-lo do transe, mas ele continuara queria desabafar, descrevia a cena em que Katherine foi queimada pelo Sol. Elena tomou Stefan no colo com choro perssistente, ele retornou ao presente, disse que Damon enlouquecera e começara a lutar. Damon alcançou o coração de Stefan com a espada ele o de Damon. E foi assim que eles morreram para aquela época. Ela perguntara quais poderes ele tinha e ele respondera: força,velocidade, todos os sentidos aguçados e telecine. Stefan disse que não se lembrara o que acontecera depois que convenceu sr. Taner. Elena supôs que Damon era o culpado pelo ataques, mas Stefan estava relutante. Aos poucos ele foi começando a percebe as coincidências e concluiu que o irmão está na forma de corvo, depois que Elena comentara te-lo visto. Ela ficou aliviada pela sua conclusão, mas Stefan explodiu de indignação por ela ficar tão confortavel perto dele e falou o quão era difícil resistir ao seu sangue. Ela ofereceu seu pescoço deixando exposto, ele relutou mas cedeu e bebeu só um pouco sange dela. Elena o fez jurar que ficariam juntos. Stefan deixou-a em casa e foi para o cemitério. Ele relembrara onde vira o corvo, enviou um pensamento e teve resposta era Damon diante dele. Damon disse que havia muito que persseguia e ironizando stevan que se fez em fúria quando o irmão tocou no nominho de Elena. Ele falou que Elena era mias genisa que Katherine. Stefan controlou-se e disse que ela era forte o suficiente para reprimir-lo. Ele continou provancando sobre ela e sua alimentação. Damon gabava-se do quão satisfeito estava demontrando sua força derrubando a arvore e começou brincar com o irmão, desaparecendo e aparecendo da vista de Stefan. Damon avisou que tinha interesse em Elena e Stefan se inflamou de ira. Eles trocaram alguns golpes e Damon fincou os dentes nele. Stefan aind a conseguiu falar “Elena não é sua”, com o corpo dolorido e uma vergonha imensurável. Virou –se para atrás dele, mas os reflexos falharam le perdera a conciência. Elena correu para a escola achando que ia encontra-lo, depois pensou no pesadelo que o incriminava com seu diário. Ela foi direto para sala dele, mas achou um lugar vazio, chocada foi para sua sala onde todos a encara. Perguntou sobre Stefan a Meredith que falara que ele sunira e que encontraram o seu carro abandonado na old creed road. Elena saiu correndo em pleno desespero e pânico para onde o carro de Stefan foi encontrado e entrou no cemitério. Começou a ventar furiosamente, ela disse só uma palavra que e o traria “Damon!”

obs: espero que gostem! tentei resumir o máximo que pude. espero comentarios para postar o segundo volume.

12 comentários:

  1. eu simplesmente amo tanto os livro quanto os seriados.
    por favor continue.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. thanks!
    dentro de algum tempo ponho o segundo volume.

    ResponderExcluir
  3. Saudações linda milayd, encantado em te conhecer, ja estou a te seguir, espero tua visita sempre no meu espaço.
    Bjo gotico

    ResponderExcluir
  4. UAI AMIGA, NÃO VAI CONTINUAR COM OS RESUMOS?
    CONTINUA POR FAVOR, GOSTEI BASTANTE.
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  5. não! vou continuar sim. é que eu escrevi agora tenho que que digitar tudo, mas dentro de alguns dias eu posto.

    ResponderExcluir
  6. Muito Bom. Eu estou com os Livros de 1º ao 4º, quero o Quinto.

    ResponderExcluir
  7. thanhs por comentar!
    o qintto livro (anoitecer) é muito bom eu já li e recomendo.

    ResponderExcluir
  8. cara fala serio so bem mais a serie!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha a serie é mais dinamica que os livros. mais os livros tem uma vantagem:eles com muito mais detalhes(que ao meu ver sãó muito mais interessantes) que uns episodios cronometrados e corridos.

      Excluir
  9. eu amor o seriado e os livros amor todos por favor nao pare continuer

    ResponderExcluir
  10. Amei o resumo... Muito completo!
    Eu gosto tanto da série como dos livros! O contexto é o mesmo, mas muita coisa não é exatamente igual!
    Vale a pena assistir a série e ler o livro!

    ResponderExcluir
  11. <<< muito obrigado pelo resumo muito bom e me ajudou a fazer meu trabalho de português. muito obrigado... adorei foi o resumo mais completo e bom que vi.>>>

    ResponderExcluir

Ola pessoal, espero por suas opniões.
comentem!